Como aproveitar o verão na Suíça de forma inesquecível

Como aproveitar o verão na Suíça de forma inesquecível

Já pensou em passar o verão na Suíça? Embora muita gente associe o país ao frio, há muito o que fazer por lá também no verão. Durante essa época, você encontra um céu azul, diversos lagos cristalinos, campos verdejantes e temperaturas muito agradáveis.

Além disso, as montanhas com seus picos nevados se tornam ainda mais esplendorosas e acabam sendo bem convidativas à prática de atividades físicas ao ar livre. Isso quer dizer que é possível, sim, aproveitar o verão na Suíça de várias maneiras.

São inúmeras possibilidades para fazer trilhas, nadar nos lagos azul-turquesa, que parecem até de mentira de tão bonitos, conhecer a arquitetura e a história das cidades, andar nos trens panorâmicos, aproveitar a rica gastronomia, marcar presença nos mais diversos eventos, entre outras tantas coisas.

Quer saber mais sobre esse país fantástico? Para isso, preparamos um roteiro completo para você passar overão na Suíça. Pronto para embarcar nessa viagem? Continue a leitura!

O verão na Suíça

Para aproveitar ao máximo o verão na Suíça, que acontece nos meses de julho e agosto, é importante se planejar com alguma antecedência. Essa época no país é considerada alta temporada e os valores podem ser um pouco salgados.

Por isso, uma dica é reservar os hotéis antecipadamente. Aliás, o ramo de hotelaria é muito tradicional. Isso significa que o serviço costuma ser bem profissionalizado, ou seja, a hospedagem promete ter muita qualidade e bom atendimento à disposição.

Se você não é muito fã de frio e quer conferir de perto as belezas naturais da Suíça no verão, saiba que nessa época as cores dos diversos lagos ficam mais intensas e a região ganha paisagens típicas dos contos de fadas. Se prepare para ver um céu bem azul, lagos com cores de verde-esmeralda ou azul-turquesa, picos de montanhas nevados, pastagens verdinhas e flores silvestres e encantadoras.

Além disso, a cidade ganha muito mais vida e oferece diversos tipos de eventos, como os festivais ao ar livre e as várias opções de lazer. É justamente durante o verão na Suíça que a maior parte dos passeios, que oferecem uma vista panorâmica das tradicionais vilas suíças e das montanhas, estão em funcionamento.

As temperaturas no verão

Outro fator que pode deixar a Suíça muito mais interessante no verão é o fato de os dias serem mais longos. Em algumas situações os dias se estendem tanto, que às 10 da noite ainda está claro.

Isso significa que você consegue aproveitar muito mais, mesmo que as temperaturas não estejam tão altas assim. Mas isso é apenas um pequeno detalhe que, com certeza, não fará muita diferença.

Afinal de contas, a temperatura na Suíça nessa época são bem amenas, variando entre 18 a 28 graus, a depender da localização e altitude. O cantão de Ticino, que é a parte italiana da Suíça, por exemplo, costuma ser uma região mais quente.

Por outro lado, o cantão Vallis, onde se encontra a famosa montanha Matterhorn, também conhecida como Montanha Toblerone, conta com temperaturas mais baixas, mesmo em pleno verão.

Vale ressaltar que, na Suíça, as temperaturas altas não duram por longos períodos. Portanto, se um dia estiver mais quentinho, aproveite ao máximo, porque pode ser por uma semana, um dia ou apenas algumas horas.

O mais bacana de tudo é que, mesmo em uma época quente, é possível ver e ter contato direto com a neve. Em uma das principais montanhas do país, a Jungfraujoch ou Topo da Europa, ou em Monte Titlis, em Lucerna, por exemplo, você encontra neve em todos os 12 meses do ano. Não é demais?

Agora que você já conheceu os detalhes do verão na Suíça, vamos mostrar algumas dicas do que fazer no país nessa época do ano. Confira nos próximos tópicos!

Passeios e aventuras

A lista de opções de lazer na Suíça no verão é praticamente interminável. Como dissemos, é justamente durante essa época no país que a maior parte dos passeios estão em funcionamento.

Além de apreciar a beleza natural dos alpes ou as flores silvestres que estão por toda parte, é possível fazer caminhadas e hiking (para todos os tipos de níveis), que te levam para vistas panorâmicas de deixar o queixo caído.

Algumas das montanhas mais famosas da região mantêm o gelo parcialmente. Assim, os picos mais altos costumam ter neve até o início do verão. No entanto, nessa época, grande parte do gelo já derreteu e as estradas são abertas, como em Gotthard Pass, onde é possível admirar os alpes bem de pertinho.

Uma vez que em muitos locais a neve dá espaço aos campos verdes e às flores, em alguns picos, como no Monte Pilatus, em Lucerna, é possível e interessante ir por meio de trem e das gôndolas. É importante destacar também as rotas de bicicletas, que permitem pedaladas nas ciclovias das cidades do país, ou mesmo em percursos mais radicais, como nos alpes.

Outras opções incluem passeios a bordo do iate MS Saphir, visita aos vilarejos, tour pelo museu ao ar livre e muitos outros. Na Suíça alemã, em Lucerna, por exemplo, é possível cruzar o lago Viewaldstäatersee de barco, proporcionando ao visitante o contato com paisagens estonteantes.

Enfim, essas experiências ao ar livre inspiram os turistas a conhecer efetivamente a Suíça e suas belezas.

Gastronomia

A Suíça é famosa por contar grandes variedades gastronômicas e opções para todos os gostos, incluindo restaurantes mais inovadores, como o “restaurante no escuro”. Experimentando a comida local, você sentirá a sensação de ser um verdadeiro suíço.

Uma comida muito popular, por exemplo, é o Birchermüsli. Trata-se de um cereal matinal que é praticamente uma afirmação do patriotismo do país. É feito com flocos de aveia crua, frutas (morango, maçã, bananas entre outras) e frutas secas. É consumido, preferencialmente, no café da manhã.

O Rösti e Geschnetzeltes, por sua vez, é um prato bem típico do país à base de batatas. Hoje em dia, é oferecido em praticamente todos os restaurantes, no almoço ou no jantar. Pode ser serviço com ovo frito, legumes ou espinafre, mas, geralmente, vem acompanhado de geschnetzeltes, uma espécie de cozido de vitela com creme e champignon.

Já o fondue, também muito conhecido por lá, é mais uma das maravilhas suíças. Se você já gosta do prato, é bem provável que goste ainda mais experimentando no país de origem. Seja de queijo, carne ou chocolate, o fondue é consumido mais no inverno, mas há alguns restaurantes que servem a delícia o ano inteiro.

Dentro dessa lista, é claro que não podemos deixar os chocolates suíços de fora. Aliás, aposto que já estava esperando falarmos dele, não é verdade? Afinal, são verdadeiras tentações da Suíça, sendo praticamente impossível sair de lá sem prová-los. É bem provável, inclusive, que no próprio avião já lhe sirvam uma degustação do chocolate suíço (que é para você cair em tentação de vez).

Caso não queira gastar tanto, além do Lindt (marca mais famosa e uma das mais caras), você encontra vários outros tipos, que podem ser comprados em supermercados e confeitarias. Na verdade, a marca não importa muito, já que todas elas tem produtos que são verdadeiras perdições.

Eventos

Os eventos no verão são quase sempre envolvidos pela música. Você pode apreciar as canções, feira, arte e muitas outras atrações. Em Lucerna, por exemplo, costuma haver festivais com shows de música e tendas no entorno do lago.

Já Zurique apresenta anualmente a Street Parade, que é uma das maiores festas de música eletrônica do mundo, que atrai cerca de 1 milhão de pessoas de várias partes do planeta.

Outro evento muito conhecido no verão suíço é o famoso Montreux Jazz Festival, que acontece na cidade de Montreux, parte francesa do país, próximo à cidade de Vevey. A festa, que ocorre em julho, é considerada uma dos principais da Suíça e reúne alguns dos grandes nomes do Jazz e do Rock.

Além de essa experiência cultural, também é possível aliá-la a gastronomia, uma vez que é de Montreux que parte o Trem do Chocolate e o Trem do Queijo. O primeiro realiza visitas a Gruyères e à fábrica da Cailler-Nestlé, em Broc. Como não poderia deixar de ser, com direito à degustação de chocolates, é claro.

O Trem do Queijo, por sua vez, leva o visitante a Château-d’Oex. Nesse local, é possível aprender como o leite é processado em queijo. Em seguida, é oferecido um fondue orgânico, em um restaurante da região.

O turista que aprecia o verão suíço também pode aproveitar festivais de rock ou, para os mais tranquilos, aqueles voltados para a literatura. Já para quem gosta de whisky, também há eventos específicos. Além disso, existem ainda as atrações voltadas para o público infantil.

Cidades

Para aproveitar ainda mais o verão no país, vamos listar as principais cidades da Suíça e falar das suas particularidades e do que tem para fazer em cada uma delas. Confira!

Zurique

Maior cidade do país, Zurique conta com um pouco mais de 300 mil habitantes. O aeroporto é considerado um modelo na Europa e lá mesmo você pode resolver algumas pendências, como trocar euros por francos suíços.

Em Zurique, é possível também encontrar as mais diversas atrações da cidade e deliciar-se com uma atmosfera praticamente mediterrânea, próximo ao rio Limmat e ao Lago de Zurique.

Lucerna

Em uma viagem de verão na Suíça, Lucerna não pode ficar de fora. É uma cidade mágica, bem romântica, pitoresca e com pontes e fachadas decoradas com flores durante a época mais quente do ano.

De lá, é possível partir para algumas das montanhas mais famosas do país, entre elas a Titlis, a Rigi e a Pilatus. No verão, Lucerna conta com uma temperatura muito agradável, podendo chegar aos 30 graus. Lembre-se de que, para os suíços, 30 graus é como se fosse o Rio Janeiro em pleno mês de janeiro.

Na cidade, você pode fazer caminhadas pelo centro histórico, passear de barco pelo lago ou, simplesmente, apreciar a natureza exuberante do local.

Interlaken

Por definição, Interlaken é uma cidade alpina. Está localizada entre dois lagos e, por isso, recebe esse nome. No verão suíço, ela também precisa estar em seu roteiro, principalmente se você gosta de aventuras.

É possível fazer trilha nas montanhas, saltar de parapentes, nadar nos lagos, fazer turismo pelos picos mais imponentes, entre outras diversões. Do local, você pode fazer passeios para Schilthorn, a montanha do filme 007, e a não menos famosa, Jungfrau, que também é conhecida como Top of Europe.

Montreux

Montreux fica na parte francesa da Suíça e também merece uma visita durante a estação mais quente do ano porque é, praticamente, a grande riviera do país. O clima dessa cidade no verão é quase tropical e, por isso, ela se enche de vida.

Oferece passeios de caiaque no lago, stand up paddle ou, se preferir, vale a pena apenas contemplar as belezas naturais. Além disso, quem for a Montreux, uma boa pedida é tomar um Hugo, a bebida nacional do verão do país. Como já dissemos, é lá que acontece o Festival de Jazz de Montreux, em julho, que deixa a cidade com uma energia singular.

Lugano

Lugano é uma cidade da Suíça que mais parece a Itália. Isso porque tem a comida, cultura e arquitetura bem parecidas com as dos italianos. É de lá que saem as caminhadas até o Monte Bré, mas você também optar pelo pedalinho ou barco pelo Lago Lugano, que é mais quente que os outros lagos suíços.

O que você achou deste roteiro para aproveitar o verão na Suíça? Como mostramos ao longo do texto, as possibilidades de passeios, aventuras, gastronomia, entre outras coisas, são inúmeras. É uma chance de mergulhar em uma cultura que respira belezas, cores e liberdade, além de ser um país muito seguro. Sem dúvidas, é uma experiência inesquecível, que ficará para sempre registrada não é só em fotos e vídeos, mas também na alma e no coração.

E aí, gostou de saber sobre o verão na Suíça? Quer receber mais conteúdos como este? É fácil! Basta assinar a nossa newsletter para ficar por dentro de todas as novidades do blog!